Horário de Atendimento
DIA HORÁRIO
2ª a 5ª feira 08h às 17h
6ª feira 08h às 12h
exceto feriados

Qual programa você, Bombeiro-Militar, gostaria que a Fundação promovesse?
Geração de Renda
Seguro de Vida
Casa Própria
Previdência Privada


Total de Votos: 8845
ACESSO RESTRITO
Membros da Fundação
Usuário:
Senha:





Previsul

  Versão para Impressão


Documento sem título

Pensando na segurança do Bombeiro Militar do Rio de Janeiro e de sua família, a FABOM está trazendo mais um benefício para você!

Proteja sua família com Seguro de Vida, Assistência Funeral e diversos outros benefícios montados exclusivamente para você bombeiro pela Seguradora Previsul, uma seguradora com 110 anos de existência e do grupo da Caixa Seguros..

Conheça melhor os planos disponíveis entrando em contato com nosso consultor Angelo Moreira pelo telefone: (21) 98283-4741 ou enviando um e-mail para beneficios@fabom.org.br.

Aproveite esta oportunidade!

E, para você conhecer um pouco mais sobre esse importante Seguro, segue um pequeno questionário de perguntas e respostas com alguns esclarecimentos

1 – Por que adquirir um seguro de vida?

A sua vida e da sua família são patrimônios que não têm preço. Logo, a contratação de um seguro de vida deveria ser vista como um investimento na segurança de seu mais valioso bem e na tranquilidade de sua família.

Quem tem filhos ou dependentes deveria, especialmente, considerar o assunto como forma de proteger toda a família de acontecimentos extraordinários, de modo a garantir recursos para assegurar o padrão de vida de todos, a escola dos filhos e outras necessidades, independente do que possa ocorrer.

Fazendo um seguro de vida, você arca com leves prestações fixas para proteger seu orçamento futuro de prejuízos maiores. E assim, de forma parcelada, ter um seguro de vida pode custar menos do que se imagina, garantindo muito mais tranquilidade. Acompanhe:

2 – Quanto custa um seguro de vida?

O preço do seguro varia de acordo com:

- A cobertura desejada;

– O valor do capital assegurado em caso de indenização;

– A idade do segurado e o risco que ele representa.

Assim, pessoas com hábitos saudáveis, que não fumam, praticam esportes leves e não trabalham com atividades de risco podem pagar menos pela contratação do seguro de vida. Além disso, quanto mais cedo é feita a contratação, menos deve custar o seguro.

Normalmente, com um pequeno aporte mensal já é possível viver bem mais tranquilo.

3 – Quanto de capital é preciso deixar segurado?

A pergunta que deve ser feita é quanto dinheiro suas famílias vão precisar depois que você não estiver mais por perto para lidar com eventuais contingências financeiras.

Para descobrir a resposta a essa pergunta, o ideal é colocar na ponta do lápis uma série de informações, como profissão, idade, salário anual, número de dependentes, despesa doméstica média, gastos escolares e custos com inventário.

Como regra geral, a cobertura deve equivaler de cinco a dez vezes os ganhos anuais do segurado. Mas isso pode variar conforme o caso.

4 – Seguros de vida cobrem todas as profissões?

No caso de algumas profissões de risco – como motoboys, mergulhadores, agentes penitenciários, etc. – podem haver restrições de algumas seguradoras.

Por outro lado, há seguros de vida específicos para certas profissões mais arriscadas, como exemplo dos profissionais da área de segurança.

Assim, é bom ficar bem atento ao contrato, verificando a cobertura de cada tipo de evento e ocorrência, bem como as inclusões e exclusões aí citadas.

5 – Há outros tipos de seguros de vida para diferentes públicos?

Com o crescimento do setor, as seguradoras têm diversificado suas ofertas. Atualmente, já existem, por exemplo, seguros de vida específicos para mulheres, com indenizações em vida nos casos de câncer de mama ou de colo do útero. Outro exemplo são os seguros de vida para profissionais autônomos e liberais, com diferente combinações de coberturas e franquias. Vale a pena informar-se sobre seguros específicos para o seu perfil e compará-los com as demais ofertas do mercado.

6 – É possível mudar os beneficiários do seguro?

Sim. Os segurados podem, a qualquer momento, alterar os beneficiários da apólice. Outra opção é não especificar os beneficiários. Caso em que o valor será direcionado para os dependentes ou parentes mais próximos.

7 – Seguro de vida tem carência?

Geralmente, sim. Mas a carência, contada a partir da data de início da vigência do seguro, deve ser de no máximo dois anos.

8 – É possível contratar um seguro de vida em caso de doença preexistente?

Sim. Mas se a doença preexistente pressupõe risco de morte, o preço do seguro provavelmente será maior.

Fique à vontade para entrar em contato conosco para saber o que mais se adequa ao seu perfil.





Publicado em 11/03/2017 (105 leitura(s))



 





Fabom - Praça da República, 45 - Centro - Rio de Janeiro
283861 visitas ao Portal desde 01/08/2007